Postado Por : Caio Nascimento 4.9.13

Nesta quinta-feira, 5 de setembro, começa mais uma temporada da National Football League (NFL). O jogo de abertura ficará por conta do atual campeão do Super Bowl, o Baltimore Ravens, que enfrenta o Denver Broncos, de Peyton Manning. As equipes são espalhadas em oito divisões (AFC East, West, North e South; NFC East, West, North e South) e divididas em duas conferências (AFC e NFC).

Os vencedores das conferências se enfrentam no famoso Super Bowl, um único jogo que decide qual é a melhor equipe da NFL na temporada 2013/2014. Nesta temporada, o palco da finalíssima será o MetLife Stadium, em New Jersey, lar do New York Giants e do New York Jets.

No entanto, antes de começar mais uma temporada do futebol da bola oval, existem alguns fatos curiosos sobre esse esporte que cresce sem parar no Brasil. Veja alguns deles:


1. O primeiro Super Bowl não possui registro de filmagem

É engraçado, mas a liga esportiva mais organizada do mundo, como é taxada a NFL, não possui as imagens do primeiro Super Bowl. A partida entre Green Bay Packers e Kansas City Chiefs, que terminou com a vitória do Green Bay, segundo algumas teorias, não foi transmitida devido a uma novela muito popular na época.


2. O field goal mais longo da história foi anotado por um homem de "meio pé"

Acredite se quiser, mas o field goal mais longo, de aproximadamente 63 jardas, foi anotado por um kicker que tinha a metade do pé-direito! No dia 8 de novembro de 1970, Tom Dempsey, kicker de 22 anos de idade do New Orleans Saints, anotou o field goal que deu a vitória ao Saints sob o Detroit Lions por 19-17. Dempsey nasceu com uma anomalia no pé-direito, que mesmo tendo a metade do tamanho do pé-esquerdo, ainda possuía dedos. Vale ressaltar que as medidas utilizadas pela NFL mudaram, e as jardas do "meio-pé" perderam 10 jardas.


3. O homem de um touchdown, um home run, uma World Series e um Super Bowl. Sim, isso foi possível!

Deion Sanders, lendário jogador americano, possuía um fôlego invejável. Ao mesmo tempo que jogava futebol americano, Sanders também jogava baseball. Sim, Deion Sanders era cornerback (Atlanta Falcons, 49rs, Dallas Cowboys, Washington Redskins e Baltimore Ravens) e outfielder (NY Yankees, Atlanta Braves, Cincinnati Reds e San Francisco Giants). Se não bastasse, Sanders é o único homem que conseguiu anotar um touchdown e um home run na mesma semana! Além disso, Deion Sanders também é a única pessoa que participou de uma World Series e um Super Bowl. E você aí, se achando o guerreiro por estudar de manhã e ir ao cursinho de inglês à tarde, né?

5. O Washington Redskins foi o último clube a aceitar negros em sua equipe

Que belo exemplo de cidadania e consciência o time da capital do país mais influente do mundo deu, não? Os Redskins eram os únicos dos 14 times que faziam parte da NFL que não aceitavam negros. Ironicamente, de 1959 a 1961, o time da capital americana era o pior da liga, tendo a inglória marca de 5-30 durante o período. George Marshall, presidente dos Redskins na época, chegou a dizer que só contrataria jogadores negros quando o Harlem Globetrotters contratassem jogadores brancos.


6. Os Cowboys quase mudaram o rumo da história do esporte olímpico americano

Carl Lewis, lendário atleta olímpico americano, foi draftado pelo Dallas Cowboys antes de disputar qualquer prova. No entanto, Lewis nunca assinou com o clube texano, preterindo a carreira de jogador de futebol americano para ser recordista olímpico como principal corredor de seu país em Olimpíadas.


7. 3,000 vacas são mortas a cada temporada da NFL

Não, a NFL não sacrifica vacas em nome de algum deus mitológico, que em troca daria poder à liga. Por ano, cerca de 3,000 vacas "viram" bolas de futebol americano. Sim, são necessárias 3,000 vacas para fazer 24 bolas para cada um dos 32 times da liga.


8. Packers e Giants, "os times das décadas"

Apesar dos Packers serem os primeiros campeões do futebol americano, o time de Green Bay divide uma notória marca com o New York Giants. Packers e Giants são os dois únicos times que conquistaram o Super Bowl em três décadas diferentes.


9. No Huddle, um negócio para surdos

Quantas vezes você viu [ou não] o seu time fazer uma jogada de ataque tão rápida que pegou o adversário [e você também] desprevenido a ponto dela ter durado apenas 5 ou 8 segundos? Pois é, essa famosa jogada do futebol americano nasceu do futebol americano para surdos. Paul Hubbard, quarterback da Universidade de Gallaudet, teve a ideia de fazer o huddle nos anos 1940 para tentar ludibriar os adversários, pois era muito fácil para quem estava do outro lado ler os sinais de comunicação. A ideia foi tão esperta que o huddle é copiado pelos treinadores da NFL continuamente.



10. Com as bençãos de Edgar Allan Poe

O grande novelista/escritor americano, Edgar Allan Poe, foi homenageado pela franquia de Baltimore com um de seus contos, o Corvo (The Raven), para nomear a equipe. Desde 1996, o então Baltimore Ravens, carrega por todo o país aquele que é um dos maiores contos de Poe.


11. Já aconteceu um 0x0 na NFL

Em 1943, Detroit Lions e New York Giants batalharam tanto nas trincheiras que o jogo terminou empatado por 0x0. Essa foi a primeira e única vez que o 0x0 se repetiu na NFL.


12. Pittsburgh e sua fusões

Durante a Segunda Guerra Mundial, muitos jogadores foram convocados para defender os Estados Unidos na guerra. No entanto, um time sofreu mais do que a maioria: o Pittsburgh Steelers. Com o plantel muito desfalcado, o clube resolveu fundir-se com o Philadelphia Eagles (outra equipe bastante desfalcada) e assim criar o STEAGLES! Parece o nome de um Pokemon, certo? Se não bastasse o péssimo gosto pelo nome, os Steagles obtiveram o péssimo resultado de 5-4-1. Um ano após a experiência, o Pittsburgh Steelers se fundiu com o Chicago Cardinals, criando o CarPit (quem era o idiota que escolhia os nomes?). Se não bastasse, o time conseguiu a incrível marca de 0-10.


13. Quarterback fominha

Em 1997, Brad Johnson, quarterback do Minnesota Vikings, completou um passe para si mesmo e anotou um touchdown! A bola tinha desviado na mão de um defensor do Carolina Panthers e, em seguida, Johnson pegou a bola no ar e correu 3 jardas até a End Zone.


14. Aquele que não deve ser mencionado

O Minnesota Vikings nunca foi campeão na NFL. Porém, houve um ano que essa escrita poderia ter sido quebrada se não fosse por um tal Gary Anderson. O kicker dos Vikings vinha de uma temporada soberba, sendo que ele havia acertado TODOS os field goals e PATs (aqueles pontos de bonificação após o touchdown) durante a temporada regular. Ele é o único jogador na história com esse feito. No entanto, durante a final da NFC, Anderson foi capaz de errar o seu único chute durante toda a temporada faltando 2 minutos para o final da partida. Até então, o Minnesota liderava o placar por 27-20, com dois minutos para o final da partida, quando o erro congelou todo o estádio e toda a equipe. O resultado? Os Vikings perderam a partida na prorrogação por 30-27 para o Atlanta Falcons. Nem o Lord Valdemort é tão odiado em Minnesota quanto Gary Anderson!


15. Os últimos serão os primeiros

O draft é um daqueles momentos épicos que somente a NFL pode nos proporcionar sem que a bola esteja em campo. É nesse momento que várias estrelas saem do College e vão brilhar na NFL. É nesse momento que equipes ruins podem se tornar excelentes graças a posição no ranking de escolhas. E é nesse momento que milagres acontecem. Ao todo, 101 jogadores foram draftados antes de Johnny Unitas (um dos maiores QBs da história do Baltimore Colts), 195 foram draftados antes de Terrell Davis (o maior running back da história do Denver Broncos), 198 foram draftados antes de Tom Brady (lenda viva do New England Patriots) e 199 jogadores foram escolhidos antes de Bart Starr (lendário QB do Green Bay Packers).

{ 4 comentáriosComentário }

  1. Caio, qual foi o primeiro time a aceitar negros na NFL? Qual foi o primeiro a brigar pelo direito deles jogarem?
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Daniel! O primeiro time da NFL que draftou um negro foi o Los Angeles Rams (atualmente Saint-Louis Rams), em 1945. O seu nome era Kenny Washington, e na história da NFL ele é considerado o primeiro negro a entrar em campo. É difícil precisar qual foi o primeiro clube a brigar pelos direitos dos negros, até porque alguns deles já jogavam futebol americano antes da NFL ser fundada. No entanto, os times que mais apoiavam essa causa eram os Bears, os Cardinals (na época a franquia era de Chicago) e o L.A. Rams.
      Abraço.

      Excluir
    2. Valeu Caio, bem esclarecedor. Na AFL era mais comum os jogadores atuar? Procede? Abraço!

      Excluir
    3. Então, é difícil precisar se era mais comum eles atuarem na AFL, Daniel. Mas é possível entender que na AFL a "sensibilidade" com os negros era bem maior. A liga em que os negros tinham mais liberdade, por incrível que pareça, era no futebol universitário.

      Excluir

Postagens populares

Total de visualizações

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

- Copyright © Trama Futebol Clube -- Traduzido Por: Template Para Blogspot