Postado Por : Caio Nascimento 10.3.15

Durante o começo desse ano algumas fotos de distintivos de algumas equipes de futebol ficaram famosas na internet por terem as suas cores trocadas com as do seu maior rival. Na onda dessa nova "modinha", o blog, em parceria com fanático por futebol Jonas Crisóstomo, elencou alguns dos maiores dérbis municipais com as cores invertidas.

Lembrando ao querido leitor que dérbi é o encontro entres duas equipes rivais proeminentes do mesmo município, diferentemente do famoso "clássico", que pode ser entre duas equipes do mesmo estado, país ou até continente.


El Superclásico

O "Superclássico do futebol argentino" entre Boca Juniors e River Plate reúne as duas equipes mais populares do país, que fazem na Bombonera e no Monumental de Nuñez alguns dos maiores espetáculos da terra. Curiosamente, Boca e River nasceram no mesmo bairro, que leva o nome do primeiro. Porém, o River Plate, anos depois, mudou-se para uma área mais nobre de Buenos Aires, dando origem assim ao seu apelido de Millionarios. O Boca permaneceu em Boca, e, por causa disso, recebera dos ricos torcedores do River Plate o apelido de Bosteros (por serem pobres). A luta de classes é o principal combustível que mantém a rivalidade acesa entre ambas equipes, que, independente ou não de estarem lutando por um título, preferem vencer o maior rival acima de tudo.


El Clásico de Avellaneda

Por muito tempo, o "Clássico de Avellaneda" foi considerado o maior clássico argentino, apesar de Avellaneda ser uma província de Buenos Aires. O porquê dessa constatação? Ele foi o primeiro encontro entre duas equipes da mesma cidade em que ambos eram campeões da Libertadores e do Mundial de Clubes. Independiente e Racing dominavam o cenário argentino na década de 1950, quando conquistaram todos os títulos importantes na época. Avellaneda é dividida entre a parte azul e a parte vermelha, mesmo que os estádios das duas equipes estejam separados por apenas 251 metros de distância. Os hinchas do Racing são mais acalentados e radicais do que os hinchas do Independiente, que também são fanáticos. A rivalidade entre os dois é tanta que o vencedor do Oscar de 2009, "O Segredo dos Seus Olhos" (baseado num livro do mesmo nome), conta a história de um assassino torcedor do Racing que estuprou e matou uma mulher e que é caçado ao longo dos anos por um promotor. O autor do livro torcia pelo Independiente.


El Clásico Rosarino

El Clásico Rosarino é o mais antigo embate entre duas equipes da mesma cidade una Argentina. Disputado desde 1905, Newell's e Rosário protagonizam um dos clássicos com mais "humor negro" já visto no futebol. No começo do século XX, na cidade de Rosário, fora construído um hospital para leprosos nos arredores do estádio do Newell's Old Boys. Adivinha o que aconteceu? Sim, os torcedores do Rosário Central começaram a chamar os torcedores do Newell's de LEPROSOS (daí a origem do apelido utilizado pelos hinchas até hoje). No começo, obviamente, os apaixonados pelo NOB não gostaram da alcunha e, por motivos plausíveis, rebatiam os torcedores rosarinos ao chamá-los de CANALLAS (assim como aconteceu com o NOB, os torcedores do Rosário adoram o "apelido").




Atletiba

O antigo confronto entre as duas principais equipes do Paraná, que oficialmente se enfrentaram pela primeira vez em 1924, é acirrado, assim como vários outros dérbis, pelo embate das classes sociais. O Coritiba, no começo, era clube dos alemães e o Atlético Paranaense era o clube dos aristocratas paranaenses. Além disso, a rivalidade foi se aflorando quando os clubes começaram a decidir campeonatos estaduais. Foram, nada mais nada menos, 17 finais entre Coritiba e Furacão, com leve vantagem para o Coxa Branca, que venceu 10 dessas finais enquanto o Atlético Paranaense vencera apenas 7.



Clássico dos Milhões

Uma das maiores rivalidades do Brasil não começou no futebol. Pois é, o Clássico dos Milhões começou nas disputadas de campeonatos de remo! Na década de 1910, Flamengo e Vasco disputavam títulos após títulos no remo, mas com o acesso do time de futebol do Gigante da Colina, em 1920, para a primeira divisão carioca, a rivalidade do remo passou para os gramados. Obviamente, o Clássico dos Milhões também possuia um contexto social muito forte quando começara, já que o Flamengo é o time do povo e o Vasco o time dos imigrantes portugueses. O alto nível de competitividade de ambas equipes já formaram várias finais de Cariocas e semi-finais de Brasileirões. Outro fato curioso sobre o Clássico dos Milhões é que esse embate é bastante versátil, tendo em vista que ele já fora disputado em 26 estádios diferentes durante esse tempo todo.


Dérbi Paulista

O Derby (ou Dérbi) Paulista se aflorou na década de 1980 pra 1990, quando o "Trio de Ferro" da capital estavam muito bem financeiramente (em especial essas duas equipes), o que os possibilitavam disputar mais finais de campeonato e, claro, com mais chances de vencer do que qualquer outra agremiação do estado. O Corinthians, fundado em 1910, é o time das camadas mais humildes da gigantesca capital paulista. Enquanto isso, o Palmeiras, fundado em 1914, é o time da enorme comunidade italiana na maior cidade do país. À partir do Campeonato Paulista de 1979, onde a rivalidade estava muito forte entre a duas equipes (até pelas declarações do folclórico presidente corinthiano, o Vicente Mateus), os times começaram a disputar jogos mais quentes do que de costume. Desde então, foram inúmeras partidas importantes, de finais de Campeonato Paulista, Rio-São Paulo, Brasileiro e até semi-final de Libertadores.



Grenal

Essa é simplesmente a maior rivalidade entre duas equipes brasileiras atualmente. No Rio Grande do Sul, tudo é dividido entre Grêmio e Internacional e não tem como fugir muito disso. Por se destacarem como potências desde os primórdios do desporto em terras gaúchas, o Grenal se torou no mais recorrente confronto em finais do campeonato estadual. No começo, o Grêmio não aceitava jogadores negros em seu elenco e isso o fez perder obviamente o apoio da comunidade negra de Porto Alegre. O Internacional fez o contrário no seu começo no futebol, e isso foi a chave do sucesso do Colorado para montar um de seus maiores times posteriormente. Ao todo, já foram mais de 404 Grenais e o Inter leva ampla vantagem sobre a parte azul do Rio Grande do Sul, com 152 vitórias contra 126 do Grêmio. Entretanto, o primeiro clássico entre os dois é justamente a maior goleada do confronto, um sonoro 10x0 pró-Grêmio.


Derby Vallecaucano

O clássico de Santiago de Cali é o dérbi com maior número de partidas entre duas equipes da mesma cidade na Colômbia. O Vale do Cauca, onde fica o rio Cauca, é uma das regiões mais ricas da Colômbia, porém, é lá também que existe muita desigualdade social. E fora nessas circunstâncias que nasceram as duas das mais velhas equipes do país. O América, o lado vermelho da cidade, é a equipe dos torcedores mais humildes e populares. Já o Deportivo é o representante da classe mais rica, a dos açucareiros (daí vem o apelido do clube, Los Azucareros).


El Clásico Paisa

Outro grande clássico colombiano que não é da capital, o Paisa, na cidade de Medelín. Esse confronto reúne o Independiente e o Atlético, duas das melhores equipes da história do futebol nacional, numa região extremamente perigosa e controlada pelo tráfico de drogas. O Atlético Nacional possui a maior torcida na Colômbia, apesar de não ser da capital, e o ódio dos torcedores do Independiente é justamente isso. Grandes embates e muita polêmica com relação a compra de jogos sempre alimentaram esse grande dérbi.



El Clásico Bogotano

O confronto com mais repercussão num dos países mais apaixonados por futebol na América do Sul só poderia vir da capital colombiana, Bogotá. Millonarios e Santa Fe protagonizam o clássico mais antigo do futebol profissional. Ambas equipes dividem o acanhado, porém tradicionalíssimo estádio El Campín. A rivalidade entre as equipes dá-se pelo dinheiro, efetivamente. Obviamente, o clube azul é o mais rico.


Old Firm

Católicos x Protestantes, esquerda x direita, pobres x ricos, independência x monarquia. O Old Firm é o maior clássico da Escócia e o maior dérbi de Glasgow. É impossível você tentar juntar os dois, pois tem muita ideologia definida de cada lado num país caracterizado pelas divisões sociais e culturais. O Celtic é o time que surgiu das classes menos abastadas de Glasgow, fundamentalmente composta por católicos. Enquanto isso, o Rangers era composto de torcedores ricos e de religião protestante, além de serem intimamente conectados com a coroa inglesa. Um dos fatores mais implicantes nessa rivalidade é a forma como a Irlanda do Norte é tratada. Os torcedores do Celtic são originalmente escoceses-irlandeses, e desde os primórdios da história do país houve segregação em relação aos escoceses-irlandeses, já que a Irlanda é separada do Reino Unido. Os torcedores do Rangers, obviamente, são conectados as raízes nativas da Escócia, totalmente contra qualquer tipo de imigrante. É muito mais comum você ver torcedores do Celtic utilizando bandeiras da Irlanda do que da própria Escócia, apesar deles representarem o partido de esquerda nacional. Do outro lado, os torcedores do Rangers sempre carregam consigo as bandeiras do Reino Unido e da Ulster (Irlanda do Norte) para provocar os torcedores rivais.


Derby de Madrid

A Espanha é um verdadeiro caldeirão político e social, com várias ideologias e traços culturais ímpares. A capital, Madrid, não foge muito disso. Entretanto, o Derby de Madrid reúne duas equipes de direita, mas sem direitos iguais. Estranho, né? A capital espanhola sempre foi conhecida pela esmagadora presença do partido de direita (vide a Inquisição Espanhola, por exemplo). Foi na Espanha que o termo "extrema-direita" surgiu. Enquanto o Real Madrid, o todo poderoso clube merengue, sempre se aproximou mais do extremismo, o Atlético, clube das camadas pobres de Madrid, cujo apelido é Colchonero por causa das cores do clube serem iguais aos dos colchões que o governo dava para os pobres, sempre se considerou "apenas" de direita.


The Mother of all Battles


Grego sempre gostou de guerra, certo? Pois bem, no futebol não é diferente. Os gigantes Panathinaikos e Olympiakos se matam na "Mãe de Todas as Batalhas", como é conhecido o dérbi grego. Também conhecido como o "Dérbi dos Inimigos Eternos", esse confronto é digno de uma Odisseia. Essa rivalidade, que transcende o futebol, é fomentada pelas diferenças sociais na origem dos dois clubes em Atenas. O Panathinaikos foi fundado no centro de Atenas, onde apenas residem famílias da classe alta da capital grega. Enquanto isso, em Pireus, o porto de Atenas, fora fundado por estivadores e outros trabalhadores das docas o famoso Olympiakos. A rivalidade clubística pegou uma rixa antiga, desde os tempos de Homero, quando Pireus servia de abastecimento para Atenas, que se aproveitava da posição estratégica do local para conseguir comida, especiarias e outras mercadorias. O Olympiakos, aliás, fora fundado para servir de passatempo para os trabalhadores do subúrbio ateniense.



North London Derby (Dérbi do Norte de Londres)

Esse caso é bem interessante. Ambas equipes são antigas, porém, a rivalidade só foi aumentar quando o Arsenal trocou o Manor Ground pelo Highbury, lendário estádio que ficava próximo ao White Hart Lane, do Tottenham. Antes disso, o encontro entre os dois era apenas marcado pelos "imigrantes" (Arsenal) e pelos "judeus"(Tottenham). Mas, em 1919, a rivalidade estourou quando a liga resolveu expandir o número de participantes do campeonato. Existiam dois lugares para sete equipes, sendo que o primeiro foi rapidamente preenchido pelo Chelsea. Para o segundo lugar, Tottenham, Barnsley, Wolves, Birminghan, Hull City e Nottingham Forest disputavam ferozmente o direito de jogar a primeira divisão nessa nova composição. Segundo relatos de historiadores, o presidente do Arsenal, na época, havia organizado um motim e subornado alguns clubes para que votassem pró-Barnsley e não no Tottenham. O esquema havia dado certo até que o presidente do Liverpool descobriu um erro na contagem dos votos, que, na realidade, daria o lugar para o Tottenham, que posteriormente viria a conseguir a vaga.


Merseyside Derby

Um clássico de irmãos, se assim podemos dizer algo sobre Everton e Liverpool. Pois é, o Merseyside Derby também é conhecido como o "Dérbi da Amizade", devido ao grande número de famílias que torcem para ambas equipes. No entanto, essa amistosidade é mais profunda do que se pode imaginar. O sagrado Anfield, estádio do Liverpool, um dia já foi a casa do Everton, que evacuou o estádio porque achava mais lucrativo construir um estádio numa área mais próxima do centro da cidade. Houlding, membro do Partido Conservador, e um dos diretores do Everton ficou furioso com isso. Adivinha o que ele fez? Criou o Liverpool para jogar no Anfield, simples assim. Outro motivo que acalentou a rivalidade, por mais fraternal que ela fosse, era a visão política de ambas equipes, já que o Liverpool era fundamentalmente conservador e o Everton era liberal.


Manchester Derby

A rivalidade entre os dois maiores clubes de Manchester se dá pelos antigos embates nos tempos de amadorismo no futebol. A cidade de Manchester tinha a sua própria copa e o St. Marks (City) vivia enfrentando o Newton Heath (United). No entanto, após várias mudanças de nome, os clubes perderam um pouco da rivalidade. Entretanto, o City, que é o time dos torcedores mais fiéis à cidade, cresceu de produtividade e começou a incomodar o United, cujos torcedores se espalhavam por toda região. Um dos momentos mais impressionantes das duas equipes foi quando o City rebaixou o United para a segunda divisão com um gol do Denis Law, atacante lendário do United, que estava no final da carreira. Muitos dizem que foi aí que a rivalidade realmente começou.


East London Derby (Dérbi do Leste de Londres)

Um clássico tão famoso que ganhou as telas de Hollywood. Pois é, no filme "Hooligans", é contada a história do East London Derby, que envolve o West Ham e o Milwall. Nenhuma das duas equipes são, ou foram, candidatas à títulos na Inglaterra, mas o ódio em que eles carregam pelo outro é impressionante. A origem dessa rivalidade não foi no futebol, muito menos em outro esporte, ela existe porque os dois bairros de origem dos clubes nunca se bicaram. No entanto, a fundação do Milwall irritou tanto os moradores de Upton Park que eles resolveram criar o West Ham.



Derby della Madonnina

Dois times proeminentes de umas das cidades mais "classudas" e elitizadas da Europa só poderia ter um dérbi dedicado à uma musa. Madonnina, em italiano, significa "Pequena Musa", singelo apelido dado a estátua da Virgem Maria que fica no topo do Duomo, em Milão. Os dois dividem o mesmo estádio, porém, quando o Milan joga nele, o nome é San Siro (nome do bairro onde fica o estádio), mas quando é a vez da Inter jogar, o nome muda para Giuseppe Meazza, grande ídolo Nerazzurri. Todavia, a rivalidade dos clubes vai além disso, e tem a ver com a fundação de uma das equipes. Fundado em 1899 por um diplomata inglês, o Milan era um clube de críquete que posteriormente virou apenas futebolístico. No entanto, após uma séria briga entre diretores, onde alguns queriam contratar inúmeros jogadores estrangeiros, com o intuito de transformar o Milan num clube candidato ao título, mas o clube acabara por se dividir. Aqueles que queriam jogadores estrangeiros foram banidos do Milan e fundaram um novo clube. Adivinha o nome dos pró-estrangeiros? Internazionale. Durante grande parte da vida dos clubes, o Milan era considerado o time da camada popular, apoiado por vários trabalhadores, enquanto a Inter era o time dos ricos e burgueses de Milão.


Derby della Capitale

Uma história parecida com a do dérbi entre Real Madrid contra o Atlético de Madrid, mas com algumas diferenças interessantes. A capital da Bota é extremamente bela e apaixonante, mas com duas torcidas fanáticas e ferozes que são capazes de mudar a rotina de toda a cidade quando elas se reúnem no Olímpico de Roma. A Lazio, dentre os times conhecidos de Roma, é a agremiação mais velha e centralizadora de todas. A Roma, fundada em 1927, é fruto de uma ideologia política e da fusão de outros três clubes romanos. Muito se fala da Roma ter sido fundada por fascistas (o que é verdade), com o intuito de combater os clubes do norte da Itália (Juventus, Milan e Inter), porém, a Lazio já era um time fascista antes mesmo da fundação da Gialorossi. Benito Mussollini era frequentemente visto nas arquibancadas da Lazio, apesar de não ser torcedor do clube. O Partido Fascista apoiou por muito tempo o clube Biancocelesti nessa empreitada contra o norte do país, só que sem muito sucesso. Conta-se que alguns desses fascistas ficaram tão impacientes que resolveram criar um novo clube que fosse capaz de controlar toda a Itália. Foi então que nasceu a Roma, no centro da capital, enquanto a Lazio tinha a sua base montada em Prati, um subúrbio de Roma. Ambos são clubes de direita, apesar dos fãs da Lazio serem extremistas (o clube, aos poucos, vai se afastando da ideologia) e os romanistas mais brandos.


Derby della Lanterna

A rivalidade entre essas duas equipes vai muito além do nome peculiar que é dado para o dérbi. Chamado de "Derby della Lanterna" por causa da Torre della Lanterna, um prédio antigo que sustenta o farol de Gênova que fica no principal porto da Itália. Atualmente, você pode questionar a importância dessas duas equipes e do dérbi, porém, o Derby della Lanterna é considerado um dos maiores shows futebolísticos da Europa. Poucos sabem, mas o Genoa é um dos maiores vencedores do Campeonato Italiano, com 9 títulos na bagagem, e o time mais velho em atividade na Bota. Fundado por ingleses que moravam no cais, o Genoa sempre fora conhecido por ser um "osso de pescoço", difícil de ser derrotado. A Sampdoria é o resultado de uma fusão entre duas outras equipes genoveses, a Sampierdarenese e a Andrea Doria (entenderam o nome da equipe agora? haha), que ficaram quase sem recursos de se manterem após os estragos da Segunda Guerra Mundial. Assim como acontece em Liverpool, o dérbi da Ligúria também é conhecido como o dérbi da amizade, pois ambos sofreram muito durante o período de guerra. O Derby della Lanterna é caracterizado pelos mosaicos espetaculares que as torcidas dos dois clubes genoveses inventaram. Pois é, a moda de fazer mosaico começou nesse dérbi.



Derby de Lisboa ou Derby Eterno

Burguesia x Liberalistas. De um lado, um time que fora fundado por nobres e patrocinado por viscondes, condes, dons e mercadores famosos. Do outro lado, um clube do povo, que teve de lutar contra o preconceito e contra as dificuldades financeiras que Portugal enfrentava para poder fundar o seu próprio "clube". Quem é o burguês? O Benfica, maior campeão português e com mais de 150 mil associados? Ou seria o Sporting, clube que se perdeu no passado e amargura uma fila de 13 anos sem um título relevante? Pois bem, o clube burguês nesse caso é o Sporting! Curioso, não é? Em outros países, clubes burgueses são fortes até hoje (vide no Brasil, por exemplo), mas em Portugal não é bem assim. Enquanto o Sporting não teve dificuldade alguma para começar a galgar o seu lugar ao sol, o Benfica realizou diversas ações até ter condições financeiras de fundar o clube. Por meio disso, o Derby de Lisboa é considerado o encontro mais importante na terrinha, onde duas filosofias diferentes se encontram. Os fãs do Sporting, clube que demorou para aceitar negros em sua agremiação, odeia perder para o Benfica, um clube que era formado por trabalhadores e imigrantes. E para o Benfica, vencer o Sporting significa superar as barreiras sociais que ainda existem em Portugal.



Eternal Derby

O encontro mais explosivo, perigoso e apaixonante do sudeste europeu (e um dos maiores do planeta). Partizan e Estrela Vermelha protagonizam o famoso Eternal Derby, uma rixa que ficou estridente após a Segunda Guerra Mundial. Assim que acabou a guerra, o SK Jugoslavija fora extinto, dando origem ao Estrela Vermelha, que fora fundado pela Aliança Unida Anti-Fascista (sacou o porquê da estrela?) e que se apropriou das instalações do antigo clube. Esse grupo, que havia ganhado muito poder na antiga Iugoslávia com o final da guerra, instigou outro partido político a fundar um clube de futebol. Quatro meses depois da fundação do Estrela Vermelha, a Associação Esportiva do Exército Iugoslavo fundou o Partizan, se opondo diretamente aos liberalistas do Estrela. Depois que Iugoslávia fora desintegrada em seis países diferentes, o nacionalismo sérvio serviu para esquentar ainda mais a grande rivalidade entre as duas equipes. Apesar de ambos serem equipes de filosofia de direita (Partizan é mais inclinado para o extremismo), existem muita conotação racial, territorial e política nesse dérbi. Tão importante quanto os clubes são as duas principais torcidas das equipes, a Delije (conheça mais) e a Grobari, que são Ultras extremamente fanáticos. Os Grobaris são extremistas de origem militar e que sempre se referem aos torcedores do Estrela Vermelha e a Delije, principalmente, como "Ciganos", que para o sérvio isso é pior do que chamá-lo de filho da puta. Entretanto, a Delije, com o tempo, foi aceitando essa alcunha devido a evidente e grande miscigenação de povos em sua torcida.



Kitalararasi Derby (Dérbi Intercontinental)

O grandioso dérbi de Istambul é, sem dúvidas, o maior da Europa. No entanto, por que ele é chamado de Dérbi Intercontinental? Simples. A cidade de Istambul é dividida entre dois continentes: a Europa e a Ásia. O Galatasaray é o time europeu e o Fenerbahçe é o asiático. Entretanto, Galatasaray e Fenerbahçe já se fundiram uma vez para combater a "invasão" estrangeira no campeonato de Istambul. No começo de 1900, quando a maioria dos clubes de Istambul foram fundados, existia esse campeonato mencionando, mas a cidade de Istambul era repleta de estrangeiros e comerciantes. Muitos desses imigrantes, entre eles gregos, ingleses e armênios, fundaram equipes para disputar esse pequeno campeonato puramente por lazer. E isso irritava profundamente a dupla Galata-Fener, que se juntaram sob o nome de Türkkülübü (O Clube Turco) para tentar acabar com os rivais. Isso não foi possível por causa da Guerra dos Balcãs, que tomou todo o tempo do Império Otomano. Com o tempo, essas equipes foram perdendo forças e os dois gigantes foram ficando mais fortes. Somando o intrépido orgulho do turco com diferenças culturais, na qual o Galatasaray era representado pela classe alta de Istambul (sendo fundado por estudantes de um liceu) e o Fenerbahçe fundado por trabalhadores do bairro de Kadikoy, no centro asiático de Istambul, temos uma verdadeira bomba relógio no coração da Turquia.



Istanbul Derby

O "verdadeiro" clássico de Istambul coloca frente a frente o clube mais antigo da cidade, em atividade, contra o maior time do país. O Besiktas, clube originário do bairro que leva o mesmo nome, é conhecido por ser um dos mais famosos clubes de esquerda da Europa. Já o Galatasaray, como dito no dérbi anterior, fora fundado por estudantes de um liceu próximo ao palácio de Istambul, um área nobre da cidade. Entretanto, a rivalidade supera esse tipo de questão social, as rusgas são mais relacionadas as competições e a localidade da sede das duas equipes. O bairro de Besiktas é próximo a Galatasaray, mas a cultura proeminente dos bairros os distanciam de maneira absurda. O fãs do Besiktas e os moradores do bairro são conhecidos por serem receptivos, enquanto o pessoal de Galatasaray é um pouco mais esnobe. Esse dérbi é muito especial e significativo também pela competitividade entre duas das mais fanáticas torcidas do mundo. A Çarsi, principal Ultra do Besiktas e comandante do Inönü Stadium, e a UltrAslan, principal Ultra do Galatasaray e comandante do Ali Sami Yen, constantemente procuram quebrar o recorde sonoro do rival. O recorde original é do Besiktas, porém, atualmente quem detém o orgulho de ser a torcida mais barulhenta do futebol é a do Galatasaray. O orgulho, aliás, é o que mais alimenta esse dérbi espetacular.


Clásico del Fútbol Uruguayo
Um país pacífico e pequenino e que é 90% Peñarol e Nacional. Não precisa dizer mais nada, certo? Precisa sim. El Clásico del Fútbol Uruguayo é o dérbi mais antigo do mundo fora das ilhas britânicas. A rivalidade desses dois gigantes começou na fundação de cada um em Montevidéu. O Central Uruguay Railway Cricket Club, fundado em 1891, por trabalhadores de uma empresa ferroviária situada na Villa Peñarol, tem origem inglesa, como o próprio nome entrega. Naquela época, todos os clubes uruguaios eram praticamente exclusivos para estrangeiros. Menos um, claro. O Club Nacional de Fútbol, inspirado no pequeno Albion Football Club, fora criado para que os uruguaios comuns pudessem praticar o desporto mais importante do planeta. Cheio de nacionalismo, como era de se esperar, o Tricolor bateu de frente com o Peñarol, seu vizinho de bairro, que já não era mais aquele time da empresa ferroviária inglesa. Os torcedores do Peñarol são conhecidos por serem muito muito fanáticos e provocadores, enquanto os torcedores do Nacional tem fama de serem extremamente fanáticos e carrancudos. O encontro entre as duas equipes é tão importante para o uruguaio que, além de brigas fora do estádio e de dentro das arquibancadas, também há um racha enorme entre os jogadores dentro de campo, sendo bastante comum eles saírem na mão durante quase todo jogo em que se enfrentam.

{ 3 comentáriosComentário }

  1. Ta certo que não é um derby por não ser da mesma cidade, mas hoje é o maior clássico português, assim como Real-Barça na Espanha, Borussi-Bayern Munique na Alemanha ou Juventos-Milan na Itália.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais pra frente teremos uma publicação desse tipo, meu amigo. Fique de olho! :)

      Excluir

Postagens populares

Total de visualizações

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

- Copyright © Trama Futebol Clube -- Traduzido Por: Template Para Blogspot